FILHO QUE MATOU O PAI POR DISPUTAS DE TERRAS FOI CONDENADO À 14 ANOS DE PRISÃO NA CIDADE DE AIUABA

O réu Antônio Ademir Castro Rufino foi condenado a 14 anos de prisão inicialmente em regime fechado, por ter matado o próprio pai, o agricultor José Rufino Sobrinho, fato ocorrido em janeiro de 2016. Na época em que foi assassinada a vítima tinha 73 anos.

A condenação aconteceu na sessão do Tribunal do Júri Popular de Aiuaba, realizada na terça-feira (27), naquela cidade.
Ademir que cumpre pena no xadrez da Delegacia Regional de Polícia Civil de Tauá, pois Aiuaba não possui cadeia própria, foi levado para o julgamento e retornou para o cárcere após ouvir a sentença proferida pela Juíza Leila Regina.

Segundo o inquérito que apurou o fato, o crime foi motivado por uma disputa de terras por membros da família.

A sessão do Tribunal do Júri Popular foi presidida pela Juíza Leila Regina e a acusação foi feita pelo Promotor de Justiça Dr. Fábio. A defesa do réu foi feita pelos advogados Ricardo Feitosa e Rodrigo Mota.

Lindon Johnson


Related Posts
Previous
« Prev Post