sexta-feira, 9 de março de 2018

MAIS DE 1000 HOMICÍDIOS REGISTRADOS NESSE INÍCIO DE ANO "2018" NO ESTADO DO CEARÁ

Nesta terça-feira (6), o Ceará superou a marca de mil assassinatos em 2018. Em apenas 65 dias do ano, 1.002 pessoas foram mortas no estado em homicídios latrocínios (roubo seguido de morte) ou lesões corporais seguidas de óbito, oficialmente denominados de Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs).

Em janeiro, 528 pessoas foram assassinadas no Ceará, além de 388 em fevereiro. Em março, entre os dias 1º e 6 foram já foram registrados 86 homicídios. A média diária de CVLIs no estado até ontem (6) era de 15,4.

Entre os dias 1º de janeiro e 6 de março, 318 pessoas foram assassinadas na Capital, 300 na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), 199 no Interior Norte e 185 no Interior Sul, perfazendo o total de 1.002 assassinatos nos primeiros 65 dias de 2018.

Números que não aparecem

Entre as vítimas dos 1.002 assassinatos estão 64 pessoas cujos nomes e registros de crimes não vão aparecer na estatística oficial do estado. Foram 48 mortas em confronto com a Polícia e outras 16 assassinadas em unidades do Sistema Penitenciário, como cadeias públicas, presídios, penitenciárias ou Casas de Privação Provisória da Liberdade (CPPLs). Na contagem oficial, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), exclui tais óbitos, por não considerá-los CVLIs.

Conforme dados da SSPDS, somente em janeiro, 39 pessoas morreram em tais circunstâncias, sendo 14 em unidades prisionais e 25 por intervenção policial. Os dados oficiais de CVLIs de fevereiro ainda não foram divulgados pelo órgão.

0 comentários:

Postar um comentário