quarta-feira, 4 de abril de 2018

HOMEM CONHECIDO POR LUIZ PIO ACUSADO DE DOIS HOMICÍDIOS PRESO ONTEM EM TAUÁ

Autor de homicídios em Fortaleza e São Paulo é preso em Tauá

<O homicida foi preso na localidade de Sítio Lagoa do Eufrasino, na zona rural do município pelos inspetores Michel, Willian e Firmeza, sob o comando do delegado Gisleian Lima, da 14ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Tauá

O homicida Luiz Pio Souza dos Santos, 44 anos, natural do Ipu (CE), foi preso na manhã desta terça-feira (03), por uma equipe da Delegacia de Tauá, em cumprimento de dois mandados de prisão das comarcas de Fortaleza (CE) e do Leme (SP).

Luiz Pio é acusado da prática de dois homicídios, um deles cometido no ano de 2007, na capital Cearense, quando assassinou um homem à tiros, depois de uma discussão banal.

Outro crime atribuído ao mesmo ocorreu no município de Leme (SP), em 26 de março deste ano, quando assassinou um homem a golpes de machete de aço, instrumento usado no corte de cana de açúcar. A vítima teve a cabeça decepada pelo assassino. O corpo foi encontrado por volta das 13h quando os policiais militares de Leme, foram chamados para o local onde ocorreu o caso. O cadáver estava com os pés e mãos amarrados e a cabeça foi encontrada a cerca de 50 metros de distância do restante do corpo.

Após o crime, Luiz Pio, fugiu para o interior cearense e atualmente estava escondido no Sítio Lagoa do Eufrasino, na zona rural do município de Tauá na Região dos Inhamuns, onde foi preso pela Polícia Civil nesta manhã.

O homicida já se encontra recolhido ao xadrez da DP de Tauá, devendo ser recambiado nas próximas horas para a Delegacia de Capturas, na capital do estado.

Os crimes

FORTALEZA - O crime cometido pelo Luiz Pio na capital cearense foi motivado segundo ele, porque vinha sendo ameaçado pela vítima, que era alcóolatra e usuária de drogas. No dia do crime, os dois se encontraram e passaram a discutir e meio a desavença, Luiz Pio que estava armado com um revólver efetuou dois disparos tirando a vida do desafeto.

SÃO PAULO – Com relação ao crime cometido em São Paulo, Luiz Pio afirma que possui alguns imóveis e a vítima era inquilina do mesmo.  Segundo ele, seu inquilino era alcóolatra e quando se embriagava procurava confusão com outros moradores do local. No dia do crime, a vítima teria investido contra ele com um instrumento usado no corte da cana de açúcar, mas acabou desarmada e assassinada.

Este caso teve repercussão nacional dada à forma cruel como a vítima foi executada, tendo pés e mãos amarrados e a cabeça separada do corpo.

Repórter: Lindon Johnson

0 comentários:

Postar um comentário