sábado, 24 de novembro de 2018

MULHER ACUSADA DE MATAR FILHO DE 4 ANOS FOI CONDENADA À 17 ANOS NO TRIBUNAL DO JÚRI EM TAMBORIL

O Crime aconteceu no dia 13 de outubro de 2000, na localidade de Ponta da Serra, que fica na região do Distrito de Oliveiras - Tamboril.   

Maria de Sousa Morais , a Mônica como é conhecida  tinha menos de 20 anos, era mãe de um único filho:  Cícero de Sousa Morais, que tinha apenas 4 anos de idade.  Mônica conseguiu um namorado de nome Antônio Sousa dos Santos, vulgo Cícero.  Cícero pelo fato de não ser o pai da criança, impôs uma condição a Mônica, que só ficaria com a mesma caso esta desse um fim na criança. 

Mônica movida pela paixão, resolveu fazer a vontade de seu amante, e os dois juntos arquitetaram a morte da vítima. A criança foi morta por asfixia, depois o corpo foi colocado dentro de um saco plástico juntamente com uma pedra de 6kg, em seguida o saco foi amarrado e jogado dentro do açude da localidade de Ponta da Serra.

O desaparecimento da criança mobilizou toda a comunidade que passou a procurar a criança, quando seu corpo foi encontrado dentro do açude.  Na época do crime , Mônica e seu amante foram presos em flagrantes.  Mônica chegou a passar 14 Meses presa, porém depois ganhou a liberdade de aguardar o julgamento  liberdade. 

Já seu amante Cícero, foi levado a julgamento no ano de 2014,  na ocasião o mesmo foi condenado a uma pena de 22 anos e 6 meses de reclusão, porém segundo informações o elemento conseguiu fugir e está foragido, porém contra a sua pessoa existe uma mandado de prisão em aberto.   

Mônica foi levada a julgmento nesta sexta feira 23/11/2018 (18 anos depois do crime).   O julgamento começou às 10:30hs e já terminou as 15:30hs, e foi presidido pelo juiz Dr Bruno dos Anjos,  e representando o ministério público esteve o promotor Dr José Arteiro Soares Goiano.  Já na parte de Defesa da réu estava o advogado Dr Valdonio Costa. 

Durante o julgamento o representante do ministério público pediu a condenação da réu pelo crime triplamente qualificado, enquanto que o advogado de defesa pediu a absolvição da acusada.   

No final do júri, a tese apresentada pelo promotor Dr José Arteiro foi aceita pelos jurados e a acusada foi condenada pelo crime de Homicídio triplamente qualificado a uma pena de 17 anos de reclusão no regime fechado. 

Em seguida a polícia militar foi acionada e a acusada foi encaminhada Direto para o presídio público do município de Crateús , onde se encontra recolhida. 

Atualmente Mônica se encontra com uma idade de 37 anos, é mãe de dois filhos (ambos adolescentes) e tem residência fixa na cidade de Nova Russas.

FONTE GONÇALINHO RODRIGUES

0 Comments:

Postar um comentário

 
---------------------------- PATROCINADORES ------------------------------