CATORZE UNIDADES DO SINE/IDT PODEM SER FECHADAS NO CEARÁ EM 2019

O analista de Mercado de Trabalho do Sine/IDT (Instituto do Desenvolvimento do Trabalho), Bosco Sampaio, afirmou durante entrevista ao repórter Antonio Fontenele na manhã desta segunda-feira (18) que unidades da instituição poderão serem extintas no estado ainda neste ano de 2019.

Conforme declara, "existe de fato um corte nos recursos que o estado destinada à manutenção do Sine/IDT que são recursos de contrato de gestão".

Tais cortes tem implicado em ajustes na organização social. Para 2019, o analista prevê um corte de pelo menos 10%, incluindo a manutenção de 32 unidades, o que acarretará no fechamento de cerca de 14 unidades.

O analista afirma que a justificativa da contenção de gastos "é a política de ajuste fiscal, que visa reduzir o costeio da máquina", o que vai acarretar na demissão em massa dos funcionários da organização.

Ele afirma ainda que o órgão irá se manifestar na Assembleia Legislativa e procurar o governado do estado para buscar outra alternativa e/ou um ajuste que cause um impacto menor.

O analista afirma ainda que não há informações de quais unidades serão fechadas, mas considera que "qualquer unidade corre o risco de fechar, o que tem um impacto ruim para o município", afirma.

Caso a unidade de Crateús feche, os que precisarão de serviços do Sine/IDT deverão procurar unidades de outros estados.

Repórter: Antonio Fontenele
Redação: Nathan Loiola

Postar um comentário

0 Comentários