3 PESSOAS PRESAS EM CRATEÚS NA OPERAÇÃO RACHADINHA NO COMANDO DO MINISTÉRIO PÚBLICO

Operação realizada na manhã desta terça-feira 19/11/2019, tendo à frente o ministério público, através dos promotores, Lázaro Trindade de Santana, Dr Ivan e dr Aroudo. Contou também com reforço de policiais civis, sendo 3 delegados e equipe de policiais,  também polícia militar,  apoio do raio e força tática.

Foram presos pessoas ligadas à secretaria de educação do município de Crateús,  foram presos através de prisões preventivas solicitadas pelo MP e atendido pelo juiz dá terceira vara de Crateús,  dr Marcos Aurélio, as seguintes acusadas: Ana Cláudia Teles dá Ponte, Antônia Monalisa Pinheiro da Paz Chaves e Luan Júnior Araújo Feitosa.

Essa operação rachadinha é continuação dá outra operação realizada à poucos dias na cidade de Crateús,  à Ana Cláudia Teles dá Ponte é esposa do vereador Deusimar, que na outra operação, foi cumprindo mandado de busca e apreensão em sua residência.

Segundo o promotor de justiça dr Lázaro Trindade,  em entrevista, afirmou que essas pessoas são envolvidos no esquema fraudulento "rachadinha" onde se contratava pessoas para trabalhar, porém era feito um acordo pra rachar o dinheiro,  passando parte do salário para os contratantes envolvidos.

Também foi realizado mandados de busca e apreensão na casa de diretores das escolas do distrito de Ibiapaba e Patos. Ministério público também pediu o afastamento dessas pessoas das atividades públicas,  também são suspeitos de terem contratado servidores em troca de rachat pagamentos.

Segundo o promotor de justiça "Lázaro" tentaram apagar provas, mexendo  computadores dá secretaria de educação,  também tentaram convencer as pessoas contratadas à criar depoimentos mentirosos, tentanto assim atrapalhar investigação dá justiça.

Dr Lázaro foi bem firme quando falou que até o momento, as investigações não encontraram envolvimento da secretaria de educação e do prefeito.  Falou que à secretaria foi ouvida como testemunha no processo,  ficou surpresa com essas irregularidades na sua secretaria.

Promotor falou também de trabalho realizado nas investigações nas contas bancárias dos envolvidos, afirmou que à investigação já identificou 60 envolvidos no esquema das rachadinhas.

Antônio Fontenele

Postar um comentário

0 Comentários