RADIALISTA ACUSA EX PREFEITO DE MONSENHOR TABOSA DE TER TOMADO SEU CELULAR DENTRO DO HOSPITAL DURANTE REPORTAGEM

O fato ocorreu nesta segunda feira  dia 27/01/2020, por volta das 8h:30min da manhã, a polícia militar foi acionada via telefone, na qual o solicitante informava que no hospital municipal, um homem teria entrado sem a devida autorização da direção do hospital, e passou a fazer filmagens no interior do prédio, o acusado não acatou o pedido dos funcionários, que pediram para que ele se retirasse, então foi solicitada a presença da polícia, que ao chegar no local, o acusado lá  estava  aguardando a chegada da polícia.

Acusado:  Francisco Airton Almeida de Sousa Silva, 23 anos, natural de Monsenhor Tabosa, residente na Rua Antonio Martins  – Bairro Carrapicho.
Diante dos fatos observados, o mesmo foi conduzido para a delegacia municipal de Tamboril e apresentado para a autoridade policial.

DETALHES:. Aírton Almeida, como é conhecido, é Radialista e faz um trabalho onde o mesmo cobra e através da redes sociais o mesmo denuncia as reivindicações feitas pela população contra a gatão municipal de Monsenhor Tabosa, o que pelo jeito vem incomodando bastante alguns políticos naquele município.
Segundo relatos do Radialista, o mesmo teria ido ao hospital municipal simplesmente fazer uma matéria e teria adentrado ao local com a permissão dos funcionários, quando de repente teria chegado o ex prefeito Chico Madeira (pai do atual prefeito Jeová Madeira), e teria tomado o celular do Radialista e jogado ao chão, e em seguida teria mandado o profissional sair de dentro do hospital chamando o mesmo de vagabundo.
Vale ressaltar que o Radialista acompanhado de seu advogado foi levado a delegacia de polícia civil de Tamboril, onde também compareceu o ex prefeito Chico Madeira.
Na delegacia a delegada Dra Lídia ouviu as partes e em seguida devolveu o celular a Airton Almeida e liberou o Radialista, uma vez que a delegada entendeu que o comunicador não teria cometido nenhum crime e que portanto não existia nenhum motivo para prende-lo.

Ipa

Postar um comentário

0 Comentários